Conexões: Espaço Rizomático

Artista

Carla Magalhães

Data

Até 9 de abril de 2011.

Conexões: espaço rizomático

Loraine Oliveira

O trabalho de Carla é autêntico, é como um diário dos seus sentimentos e pensamentos. Há uma palavra que o define bem: intimista. Diante dos seus trabalhos, é como se entrássemos no universo de Carla. Um universo onde convivem caixas de ovos alemãs, fotos, recortes de revista, bilhetes de ônibus, livros, desenhos, notas escritas, mapas de cidades, pinturas a óleo e em acrílica. Carla reúne coisas por aqui e por ali, do mesmo modo que reúne suas impressões do mundo e de si mesma. Seu trabalho é orgânico, é vivo, às vezes é crítico, outras doloroso e sombrio. É como uma coleção íntima que revela a variedade do humano.Os trabalhos que compõem esta exposição vêm de diferentes épocas da vida de Carla. Há um pouco da produção de Berlim e tem algo feito depois de retornar à Porto Alegre. Os livros feitos em Berlim trazem o olhar do estrangeiro, do não habituado ao cotidiano da cidade. No livro das mulheres, Carla mostra o problema da excisão feminina, mas também aparecem aspectos pessoais do ser mulher e ser estrangeira. Alguns livros têm um caráter mais político, sem deixar de possuir aquele tom intimista que perpassa toda a exposição. Da produção recente vêm pinturas e desenhos que nos levam mais fundo para este universo pessoal. Mas há também nesta exposição a profusão do atelier, um pouco de tudo: folhas brancas, estudos, trabalhos prontos. Carla instala seu espaço no Jabutipê.“Minha arte não é luta”, ela diz. Não é luta para entrar no mercado, para vender ou ser tendência. É o que é; o que ela sente necessidade e vontade de fazer. Por isso, à vezes, parece que não há continuidade entre um trabalho e outro. Mas há um fio invisível que liga toda a produção. O mesmo tipo de fio que liga as pessoas umas às outras. Carla está no mundo, imigrando e retornando à sua cidade natal. Estes fios que ela vê entrando e saindo nas relações, entre as pessoas, entre as culturas, ela chama de conexões. Para ela são como raízes saindo do caule da planta e se espalhando, buscando entrar e se fixar na terra. Conexões: espaço rizomático não tem a ver com teorias filosóficas. “É preciso deixar isso bem claro – diz ela – o título diz respeito às influências das pessoas nas vidas umas das outras, é disso que estou falando”. Mas, para além disso, podemos pensar que o título também revela os liames existentes entre os trabalhos e entre cada um deles, Carla Magalhães e o mundo.

Loraine Oliveira, Brasília, 15 de março de 2011.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s